Os melhores sítios para comer e dormir no Guia 'Boa Cama Boa Mesa'

O austríaco Hans Neuner foi esta segunda-feira distinguido, pela segunda vez, como 'Chef do Ano' do guia Boa Mesa Boa Cama, do semanário Expresso, e o seu restaurante, Ocean (Algarve), também recebeu a classificação máxima ('Garfo de Platina'). 

Neuner, de 42 anos, repete assim a distinção já recebida em 2012, enquanto o resort Vila Vita Parc, onde fica o restaurante Ocean (duas estrelas Michelin), também recebeu o prémio atribuído aos melhores alojamentos no país ('Chave de Platina').

"Do ponto vista pessoal e criativo, Hans Neuner aprendeu a conhecer, primeiro, o Algarve, e depois todo o território nacional, aprendendo e absorvendo tudo sobre os produtos e a gastronomia portuguesa. Esse conhecimento começou a ter maior protagonismo na sua cozinha, que já trabalhava com esplendor os peixes e mariscos algarvios. A evolução é notória, bem como a confiança em ousar e, muitas vezes, ser disruptivo nas abordagens. Hoje, cada prato é uma obra de arte, com humor e mensagens públicas de alerta, por exemplo, para a proteção dos oceanos", justifica o guia sobre a atribuição do prémio ao 'chef' austríaco.

No ano passado, o 'Chef do Ano' foi José Avillez (Belcanto, duas estrelas Michelin, em Lisboa). A organização já tinha anunciado que o Prémio Carreira 2019 seria entregue ao escanção português João Pires, que é, desde 2009, o único 'master sommelier' da Península Ibérica, distinção máxima e detida por apenas 256 pessoas no mundo.

Atualmente é diretor de vinhos na Melco Resorts & Entertainment, em Macau, onde lidera uma equipa de 12 escanções que trabalham em sete hotéis de cinco estrelas.

"O percurso profissional de João Pires é uma referência no mundo dos vinhos a nível mundial. O seu exemplo demonstra que a dedicação e o empenho, nesta área cada vez mais exigente e especializada do serviço de restaurante, são reconhecidos como uma mais-valia e um símbolo de prestígio. A importância dos 'sommeliers' é crescente no mundo da restauração de alta qualidade, valorizando a ligação da equipa de sala com os clientes", considerou o júri do Prémio Carreira 2019.

A edição deste ano do guia Boa Mesa Boa Cama contempla um total de 61 distinguidos, entre restaurantes e alojamentos. Na parte dedicada à Boa Cama, há 'Chaves' de prata, ouro e platina - os prémios máximos foram entregues a: Casas do Côro (Mêda); Four Seasons Hotel Ritz Lisboa; The Yeatman (Porto) e Vila Vita Parc (Lagoa). Quanto aos restaurantes, os 'Garfos de Platina' são: Belcanto (duas estrelas Michelin, de José Avillez, em Lisboa); Feitoria (uma estrela, João Rodrigues, Lisboa); Ocean (duas estrelas, Hans Neuner, Lagoa) e São Gabriel (uma estrela, Leonel Pereira, Almancil).

Destacados 8 hotéis e três restaurantes da região no 'Boa Cama Boa Mesa'


A Turismo Centro considerou hoje como "prova de qualidade da região" a atribuição, pelo guia 'Boa Cama Boa Mesa', de prémios de excelência a oito hotéis e três restaurantes situados no centro do país.

"Os prémios confirmam a qualidade crescente da oferta do Centro de Portugal nas áreas da hotelaria e restauração", refere a Entidade presidida por Pedro Machado, sublinhando que o número de galardões atribuídos a hotéis da região cresceu de seis para oito em relação ao ano passado.

Os prémios 'Boa Cama Boa Mesa', atribuídos esta semana, são "dos mais prestigiados no setor da restauração e hotelaria em Portugal", reconhecendo, desde 2013, unidades que se destacam no nosso país, refere a Turismo Centro.

Para a equipa do guia do jornal Expresso, oito dos 30 melhores alojamentos do país estão localizados na região Centro de Portugal, destacando-se a Casas do Côro (Marialva, Mêda), que recebeu a Chave de Platina, troféu máximo que apenas distinguiu quatro unidades em todo o país.

Também na região Centro, o H2otel Congress & Medical Spa (Unhais da Serra, Covilhã) e o Rio do Prado (Arelho, Óbidos) foram premiados com a Chave de Ouro.

A Chave de Prata distinguiu o Areias do Seixo Charm Hotel (Mexilhoeira, Torres Vedras), o Luz Charming Houses (Fátima, Ourém), o Sapientia Boutique Hotel (Coimbra), que já tinham recebido estes prémios em 2018.

As novidades nesta lista são a Casa de São Lourenço - Burel Panorama Hotel (Manteigas) e Cooking & Nature - Emotional Hotel (Alvados, Porto de Mós).

A nível da restauração, foram premiados três projetos do Centro de Portugal.

Com Garfo de Ouro, o 'Boa Cama Boa Mesa' premiou o Mesa de Lemos (Silgueiros, Viseu) e o Rei dos Leitões (Mealhada). O Vallécula, em Valhelhas, Guarda, foi distinguido com um Garfo de Prata.

"O Turismo Centro de Portugal enaltece o dinamismo dos empresários da região, que ano após ano procuram diversificar e melhorar a qualidade das experiências que proporcionam a quem nos visita", refere Pedro Machado.

O líder da Turismo Centro destaca sobretudo o esforço diário dos empresários de restauração e hotelaria.

"Os resultados, de que estes prémios são apenas um exemplo, estão à vista. Mas esse esforço é visível todos os dias nas unidades de alojamento e nos restaurantes do Centro de Portugal, que estão ao nível das melhores práticas internacionais", conclui Machado.