Covid-19: Hospitais de Lisboa Central restringem visitas a doentes a uma pessoa por dia

O Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Central (CHULC) decidiu limitar as visitas aos doentes a uma pessoa/dia e disponibilizar informação útil aos profissionais, como proteção contra o novo coronavírus.

Em comunicado, o CHULC, que agrupa os hospitais de São José, Santo António dos Capuchos, Santa Marta, Dona Estefânia, Curry Cabral e a Maternidade Alfredo da Costa, refere que estas e outras medidas constam do Plano de Contingência feito de acordo com recomendações da Direção-Geral da Saúde (DGS) e destinam-se a "acautelar a segurança, promover a continuidade da atividade da instituição e contribuir para as práticas de prevenção e controlo da infeção".

Assim, as visitas aos doentes internados são limitadas a apenas uma pessoa por dia e num período único entre as 12:30 e as 19:30.

Fora deste regime está o Hospital de Dona Estefânia e as unidades onde, pelas suas características, já não eram permitidas visitas.

Na Urgência Geral Polivalente, a funcionar no Hospital de S. José, os períodos de visita são restritos também a uma pessoa, entre as 10:30 e as 11:30.

Nos internamentos, as atividades das ligas dos hospitais e do voluntariado, em geral, ficam suspensas até nova avaliação, adianta o comunicado.

No que toca ao funcionamento interno, as reuniões de serviço apenas devem incluir o número de pessoas estritamente necessário e as atividades formativas estão suspensas.

Ficam igualmente suspensos os estágios e formação clínica de todos os estudantes com frequência no CHULC e não estão autorizadas comissões de serviço para atividades formativas externas até final de março.

Igualmente, não são permitidas visitas de entidades externas consideradas não essenciais e fica interdito o acesso de pessoas externas ao CHULC aos espaços internos de restauração.

Estas e outras medidas constam do Plano de Contingência do CHULC, entretanto aprovado e publicado.

Com vista a uma informação clara e fidedigna para os profissionais, foi criada uma página na Intranet do CHULC sobre a Covis-19, a doença provocada pelo novo coronavírus.

Trata-se de uma área, frequentemente atualizada, com normas, circulares e fluxogramas internos e ainda 'links' orientações das autoridades de saúde, publicações científicas, vídeos pedagógicos, infografias e notícias várias.

Portugal regista 41 casos confirmados de infeção, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

A DGS comunicou também que em Portugal se atingiu um total de 375 casos suspeitos desde o início da epidemia, 83 dos quais ainda a aguardar resultados laboratoriais.

Segundo a DGS, há ainda 667 contactos em vigilância pelas autoridades de saúde.